Isla Isabela e Las Tintoreras
Liza Roriz 18/04/2015

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Ilha Isabela e Puerto Villamil

A ilha Isabela foi a que mais me encantou em Galápagos e eu recomendo muito a visita, não só com day trips desde Puerto Ayora mas a hospedagem na ilha por alguns dias. Ela é a maior ilha do arquipélago e tem o formato de uma bota ou de um cavalo marinho, depende da imaginação, rs.

Puerto Villamil é o o principal povoado da ilha, é bem pequeno e contém uma praça, uma Igreja e vários restaurantes. O que o diferencia de Puerto Ayora ou San Cristóbal é que está localizado nos arredores de uma bela praia de areia branca. Nas outras ilhas, um porto está no centro do povoado e as praias são mais afastadas. O povoado abriga vários hotéis pé na areia e com vista para o mar, e toda hora é hora para descansar na praia, nadar e fazer snorkeling.

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Isla Isabela - Galapagos

Lá não é preciso fazer um “passeio” para ver a fauna local, eles estão por toda a parte. Logo na chegada, fomos recebidos por uma arraia e vários leões marinhos descansando no deck de desembarque:

Isla Isabela - Galapagos

Isla Isabela - Galapagos

Las Tintoreras

O passeio que mais gostei em Isabela foi a visita ao islote Tintoreras. Este é o apelido dado aos tubarões de pontas brancas de recifes. O nome da ilhota é em homenagem à eles porque lá está uma fenda de águas calmas e cristalinas onde muitos tubarões vão durante o dia para descansar (costumam caçar à noite). Se você já estiver em Isabela, o passeio dura cerca de três horas e custa US$40,00.

Saímos de Puerto Villamil às 10h numa lancha e em menos de 15 minutos avistamos muitos pinguins. Sim, existem pinguins no Equador! Eles vieram da Antártida há muitos e muitos anos através de correntes frias e acabaram ficando em Galápagos, onde se adaptaram e se tornaram a segunda menor espécie de pinguins do mundo, são uma graça! 🙂

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Em seguida, em outra ilhota, vimos os famosos atobás de patas azuis, também conhecidos como boobies (blue footed booby), pássaros endêmicos da região e símbolo de Galápagos:

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Por fim, chegamos ao islote Tintoreras, onde desembarcamos para uma caminhada. A ilha é vulcânica, cheia de rochas e deve ser percorrida por caminho já indicado. A região está cheia de iguanas que vão até lá para colocar os seus ovos e sair da trilha envolve um risco de pisoteá-los.

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Após alguns minutos de caminhada chegamos em uma praia de areia branca cheia de leões marinhos e iguanas descansando. Os leões marinhos são muito fofos e graciosos, dá vontade de observá-los o dia todo e até de apertá-los. No entanto, em Galápagos é proibido encostar em qualquer animal, principalmente nos filhotes, já que as mães sentiriam o nosso “cheiro estranho” neles e os rejeitariam (isso acontece em quase todas as espécies do reino animal e não só em Galápagos). A recomendação é manter uma distância de dois metros de qualquer animal.

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Após observá-los por um bom tempo, seguimos o nosso caminho para a fenda onde estão as tintoreras. Para a minha decepção, infelizmente a maré estava baixa e não tinha um singelo tubarão para contar história, mas me disseram que esse dia foi exceção, pois o local está sempre cheio deles.

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Todo a região do islote é protegida pelo parque nacional e não é permitido nadar na fenda ou entrar na praia onde estão os leões marinhos pois é uma área de descanso para os animais e não querem que eles se sintam incomodados e migrem para outro lugar por causa disso.

Para terminar o passeio, voltamos ao barco e fomos até uma região perto dali para fazer snorkeling (o equipamento já está incluso no valor). Estávamos perto de um recife e nos disseram que lá haviam tubarões, tartarugas, arraias e muitos peixes.

Sem dúvida, o ponto mais alto da minha viagem para Galápagos foi fazer snorkeling, o que foi uma ótima surpresa e vou explicar o porquê. Quando eu fui para Rhodes, na Grécia, fiz mergulho de cilindro duas vezes e não me senti nada confortável, para não dizer claustrofóbica. Quando eu estava lá embaixo, o único barulho era o da minha respiração, me incomodava o fato de que eu não poderia subir de uma vez (a questão da embolia) e estava dentro de uma caverna e não vi um peixinho interessante o suficiente para me distrair. Só lembro de ficar conversando com a minha consciência, “calma Liza, tá tudo bem!” 🙂 . Depois disso, coloquei na minha cabeça que para ver as coisas mais interessantes do fundo do mar era preciso ser mergulhador profissional pois o mergulho de iniciante e o snorkeling davam para ver quase a mesma coisa.

Bom, tendo em conta esse meu preconceito, não esperava muito do snorkeling e muito menos cogitei fazer algum mergulho. Nesse dia, assim que pulamos na água, eu fui para perto de um recife indo atrás de um cardume de peixes coloridos e dei de cara com uma tartaruga marinha (essa da foto inicial do post). Foi o momento mais especial da viagem, fiquei totalmente hipnotizada por ela e nadamos juntas por quase meia hora antes dos outros colegas do barco nos encontrarem, rs. Ela ignorou totalmente a minha presença e estava comendo algumas algas colocava a cabeça para fora da água de vez em quando para respirar.

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

O outro ponto alto deste dia foi, bom, sabem as tintoreras que não encontramos na fenda? Pois é, elas estavam passeando ali perto. Confesso que fiquei muito assustada quando vi três bem embaixo do meu nariz.

Conversei com muitos guias em Galápagos e, de acordo com eles, nunca houve ataques ao ser humano durante mergulhos e snorkeling nas ilhas. O ecossistema é muito equilibrado e os animais tem comida de sobra quando querem se alimentar. No entato, alguns ataques já aconteceram à surfistas, causados por erro de identificação, ou seja, quando eles os confundem com suas presas.

Mais detalhes sobre tubarões podem ser encontrados aqui, no meu post sobre o mergulho em jaula que fiz com os tubarões brancos na África do Sul.

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Isla Isabela - Galapagos - Las Tintoreras

Consegui, ainda que muito mal, filmar alguns tubarões. Segue o vídeo abaixo mas prometo que vou editá-lo depois para ficar melhor:

Seguindo todas as regras do Parque Nacional de Galápagos eu percebi que os animais te ignoram, no melhor sentido da palavra. Eles continuam fazendo o que sempre fazem sem dar a mínima para a sua presença. Mas se você der sorte, pode dar de cara com alguns curiosos que querem se aproximar um pouco mais.

 

Liza Roriz

2 Comments

Your comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *