O que fazer em Johannesburg
Liza Roriz 10/11/2012

Antes de ir para Johanes, li bastante sobre a cidade e a maioria dos artigos dizia que não havia nada para fazer aqui, além de ser extremamente perigoso. Por enquanto, fiz só um passeio de um dia com onze amigos e um guia, e posso afirmar que em nenhum momento me senti insegura. O que quero dizer é que se você estiver com uma pessoa que conhece as regiões, está tudo bem! O nosso guia sempre falava quando tínhamos que deixar as bolsas dentro do carro, quando éramos para ficar juntos, o que podia e o que não podia ser feito.

Quanto a atrações turísticas, aqui estão algumas que estive e recomendo:

– Carlton Centre: o maior prédio do Hemisfério Sul com 55 andares, maior que qualquer prédio no Brasil. Lá funciona um shopping na parte inferior e escritórios nos andares. No último andar, há um observatório e a entrada é gratuita. É possível ver toda a cidade lá de cima e achei bem interessante ir com um guia, pois ele nos contou várias histórias sobre Johannesburg. Uma que eu achei interessante é que o local cresceu devido à descoberta do ouro em seu solo, o que atraiu muitos moradores em busca de oportunidades. Devido a isso, aqui existem muitas minas de ouro, várias já desativadas. Usa-se bastante areia para fazer a extração então é comum encontrar paredões ao dirigir pela cidade.

Vista do Carlton Centre

Vista do Carlton Centre

Vista do Carlton Centre

Vista do Carlton Centre

– Museu do Apartheid: completo e muito interessante para entender essa triste história, que de certa forma ainda afeta a vida dos sul africanos. O apartheid foi o regime baseado na segregação racial. Brancos e, como eles diziam, não brancos, não deveriam viver juntos e foram forçados a frequentar diferentes escolas, bairros residenciais, etc. A minoria branca estava no poder e reduziu os direitos dos negros a quase zero. Foi uma época de muitas revoltas, tristezas e mortes. A polícia ainda investigava casais suspeitos para garantir que não houvesse relacionamento entre as raças. O governo maqueava o que estava acontecendo e assisti um filme no museu em que um membro parlamentar explicava que ninguém estava entendendo o apartheid e que, na verdade, se tratava apenas de uma política de boa vizinhança.

Museu do Apartheid - Johanesburg

Museu do Apartheid - Johanesburg

Museu do Apartheid - Johanesburg

Museu do Apartheid - Johanesburg

Museu do Apartheid - Johanesburg

– Soccer City: estádio de futebol construído para a Copa do Mundo FIFA de 2010.

Soccer City

– Soweto: veja mais sobre Soweto neste post.

– Rosebank Market: mercado de artigos africanos.

– Cassinos: veja mais sobre cassinos neste post.

– E obviamente, não poderia faltar uma visita ao Lion Park, que não fica exatamente dentro de Joanesburgo, mas está bem pertinho. O parque é maravilhoso e a interação com os leões é uma experiência sem igual.

 

Liza Roriz

Your comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *